Banners menino

OFICINA ON-LINE - PASSOS PARA IMPLEMENTAR O SERVIÇO DE FAMÍLIA ACOLHEDORA

Arte sympla

Oficina destinada aos municípios que queiram ou estão implementando o Serviço de Família Acolhedora. Serão aulas iniciais sobre o SFA realizadas por encontros on-line.

CARGA HORÁRIA| Carga horária total de 10 horas. sendo 5 encontros de 4 horas por semana.

PERÍODO| Fevereiro/2022. Podendo haver alterações.

PERIODICIDADE| Terças e quintas-feiras: 18h30 às 20h30 Podendo haver alterações. Dias 08/02; 10/02; 15/02; 17/02 e 22/02.

LOCAL| Plataforma virtual ZOOM.

INSCRIÇÕES| Clique aqui

PÚBLICO-ALVO| Profissionais  da Rede de proteção a Criança e Adolescente  -  Assistência Social, Judiciário,  Organizações da  Sociedade Civil, Conselho tutelar, Estudantes e todos interessados no tema.

NÚMERO DE VAGAS| 20 vagas. VAGAS LIMITADAS. Mínimo de 10 participantes para realização da Oficina.

PROPOSTA PEDAGÓGICA| AULA 1 - O Contexto Histórico e Normativo do Serviço de Família Acolhedora.

AULA 2 - Etapas necessárias para a criação de um SFA - Parte 1.

AULA 3 - Etapas necessárias para a criação de um SFA - Parte 2.

AULA 4 - Passo a passo da metodologia de acompanhamento psicossocial às famílias - Parte 1.

AULA 5 - Passo a passo da metodologia de acompanhamento psicossocial às famílias - Parte 2.

CERTIFICAÇÃO| O participante deverá apresentar uma frequência igual ou superior a 75%, que será acompanhada através de preenchimento virtual da lista de presença. O certificado será fornecido pela Associação Brasileira Terra dos Homens, no prazo de 05 dias úteis, após o término da oficina.

INVESTIMENTO| Investimento: R$ 120,00, por cada participante - Valor para inscrição de 03 profissionais da mesma instituição/município: R$ 250,00/inscrição - Pagamento: Depósito e/ou transferência bancária - LLSConsultoria (Leonardo Leal Seoane - CPF 070.458.617-70 - Banco Itaú - Ag. 0271 - Cc. 57800-7 - PIX(21)999126713).

PERFIL DOS PROFISSIONAIS |
MARCY GOMES
Psicóloga, especialista em Violência Doméstica contra Criança e Adolescente(PUC/Rio) e Terapeuta de Família(ITF/RJ). Experiência em supervisão de ações da equipe que atua nos projetos de ação direta e rede. Além disso, foi coordenadora do Projeto Família Acolhedora na secretaria de Assistência Social do município do Rio de Janeiro. Atualmente, assessora de projetos sociais e capacitadora do Centro de Estudos da Associação Brasileira Terra dos Homens(ABTH/RJ).

MAGNA LOPES
Assistente Social (UFF/RJ), servidora do município do Rio de Janeiro, com experiência na Proteção Social Especial de Media e Alta Complexidade, técnica do Serviço de Acolhimento Famílias, gestora do Centro de Referência Especializado de Assistência Social(CREAS), gestora do Serviço de Acolhimento Familiar e atualmente gerente de medidas Socioeducativas e capacitadora convidada do Centro de Estudos da Associação Brasileira Terra dos Homens(ABTH/RJ).

RAUM BATISTA
Psicólogo, especialista em Atendimento Sistêmico de Famílias e Redes Sociais(PUC/MG), especialista em Gestão de Projetos(UERJ), mediador do Conflito pelo programa Polos Cidadania(UFMG), membro da Comissão Científica da Associação de Terapia de Família(ATF/RJ), Agente da Org. Reciclando Mentes, membro do Grupo Gestor do Movimento Nacional pró Convivência Familiar e Comunitária e assessor técnico e capacitador do Centro de Estudos da Associação Brasileira Terra dos Homens(ABTH/RJ).

SUZANA MORAIS PELLEGRINI
Psicóloga, mestre em Serviço Social, especialista em Terapia Sistêmica, coordenadora do Serviço Família Acolhedora do Abrigo João Paulo II de Porto Alegre (POA/RS) membro do Grupo Gestor do Movimento Nacional pró Convivência Familiar e Comunitária, autora do livro: “O Direito a Convivência Familiar e Comunitária - Avanços e Desafios” e capacitadora convidada do Centro de Estudos da Associação Brasileira Terra dos Homens(ABTH/RJ).

PALESTRANTES CONVIDADOS |
CLAUDIA CABRAL
Psicóloga, pós-graduada em Pedagogia (Paris), terapeuta de família, fundadora e diretora executiva da Associação Brasileira Terra dos Homens, consultora do Unicef na elaboração do Plano Nacional da Convivência Familiar e Comunitária, consultora do SSI de Genebra na elaboração do Guidelines Internacional de Cuidados Alternativos, coordenadora do GT Nacional que fundamentou as Orientações Técnicas sobre Acolhimento em 2009, idealizadora e membro fundadora do Movimento Nacional Pró-Convivência Familiar e Comunitária(MNPCFC), membro do conselho consultivo da Rede Latinoamericana de Acolhimento Familiar(RELAF), consultora do SSI - Serviço Social Internacional de Genebra e membro fundadora da aliança mundial Family For Every Child.

JOSE ROBERTO POIANI
Juiz da Vara da Infância e da Juventude de Uberlândia (MG). Tutor do Curso Marco Legal da Primeira Infância (CNJ) e membro da Coordenadoria da Infância e da Juventude do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

INSCRIÇÕES| Clique aqui